Notícia de [Setúbal na Rede] – Moita, Seixal e Barreiro juntam-se para desenvolver região, em 03-04-2012

Os municípios da Moita, Seixal e Barreiro querem melhorar as condições de vida da população mais carenciada através de protocolos de desenvolvimento social, que visam combater a pobreza e a exclusão social, implementando políticas de intervenção local, que permitam responder a problemas concretos de cada indivíduo. “É preciso criar situações para que as pessoas possam criar e sustentar as suas famílias, que tenham emprego e perspectiva de vida”, afirma Carlos Humberto, presidente da Câmara Municipal do Barreiro. O acordo entre os três municípios “assenta no princípio de participações ativas pelo meio de parcerias que sejam implementadas no território”, reforça Ana Clara Birrento, diretora distrital da Segurança Social.

“Ninguém tem monopólios de soluções para os problemas sociais, mas juntos é possível obter resultados eficazes”, revela o Secretário de Estado da Segurança Social. A importância da mobilização da sociedade no seu todo, para o bem comum das comunidades e para um trabalho que dê frutos no futuro é ainda referido por Marco António Costa.

Perante a difícil conjuntura financeira do país, Augusto Sousa, presidente da Rumo, Cooperativa de Solidariedade do Barreiro, explica que “são os fenómenos inerentes à sociedade como o desemprego e a emigração que levam ao desenvolvimento de um trabalho multifacetado perto das comunidades”, que Corália Loureiro, vereadora dos recursos humanos, modernização administrativa e ação social da Câmara Municipal do Seixal, diz contar com “o grande trabalho de pessoas voluntárias para minimizar os problemas dos que precisam”. “A causa comum deste compromisso é a solidariedade social e o lema passa por fazer mais e melhor”, continua Corália Loureiro, algo possível de alcançar para Marco António Costa, acrescentando que “a situação que se vê de norte a sul do país é de uma sociedade mais atenta, mais empenhada, o que lhes dá conforto para poderem continuar a trabalhar”.

O programa “CLDS – Contratos Locais de Desenvolvimento Social” “é um trabalho que deixa uma marca positiva”, defende o presidente da Rumo. João Lobo, presidente da câmara da Moita refere este compromisso é para “um trabalho que resolve as dificuldades do dia a dia e implementado primeiramente no município da Moita que se encontra em situações muito difíceis”.